Produtividade

Secretário Nacional de Competividade e Produtividade participa de live promovida pelo Comitê de Entidades Do Mesmo Lado

Reunião virtual com Alexandre Ywata foi mediada pelo presidente da ABRAINC, Luiz França, e pelo coordenador do Comitê de Produtividade, Valter Frigieri, da ABCP

Produtividade é a expressão da eficiência de qualquer negócio. Uma organização com alta produtividade é um organismo que utiliza todo o seu potencial, portanto é mais rentável, altamente competitiva e mais preparada para o futuro. Construir um movimento voltado para a produtividade é investir no potencial e no futuro do país.

Para debater o assunto, as entidades do Comitê de Produtividade DoMesmoLado promoveram, nesta quinta-feira (22/09), live com o secretário especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, Alexandre Ywata. O encontro foi mediado pelo presidente da ABRAINC, Luiz França, e pelo coordenador do Comitê de Produtividade, Valter Frigieri, da ABCP.

Luiz França destacou a importância de debater produtividade no setor da Construção no Brasil. “Em 20 anos, a produtividade do setor da construção no mundo cresceu 100%, contra apenas 10% no Brasil, de acordo com dados da Mckinsey. É essencial ampliar o crescimento da produtividade aqui para superarmos o déficit habitacional que existe no Brasil”.

Sobre digitalização dos processos no setor, França explicou que 6% dos compradores de imóveis em 2021 fizeram a compra por meio totalmente virtual, de acordo com pesquisa realizada pela Brain a pedido da ABRAINC. “Além disso, 52% dos compradores realizaram ao menos uma parte do processo de forma virtual, como procurar informações na internet, negociar com corretores, fazer parte do processo de financiamento. E a satisfação foi enorme: 80% dos que tiveram alguma experiência virtual na compra do imóvel gostaram”, disse.

Ele também exaltou a criação da plataforma e do Prêmio Produtividade, que está em sua 3ª edição. “São resultados de ações em conjunto, pensadas por entidades inspiradoras e empresas que estão se reinventando e contribuindo para o progresso do setor. A plataforma é uma biblioteca de boas práticas e serve como inspiração para a evolução de mais soluções técnicas inovadoras e, futuramente, posicionar o setor da construção civil brasileira como referência em inovação e produtividade no mundo”.

Valter Frigieri, da ABCP, apresentou dados técnicos do Prêmio Produtividade, que tem como objetivo reconhecer os esforços e ampliar a visibilidade de empresas que se destacam no aproveitamento de seu potencial. De acordo com ele, ao dar ênfase ao assunto, as entidades que promovem a premiação colocam no foco das discussões o desafio de tornar o setor mais produtivo e competitivo. “É uma iniciativa inédita e que vem ganhando corpo ao longo dos anos, com mais empresas participando e expondo seus cases de sucesso”.

O secretário Alexandre Ywata apresentou números da atual gestão, destacou a melhoria do ambiente de negócios, e afirmou que o Brasil é o 7º governo mais digital do mundo, com 84% dos serviços oferecidos totalmente digitalizados. “É um resultado bastante animador. Precisamos facilitar cada vez mais a vida dos empreendedores brasileiros”.

Ele falou ainda do tempo recorde para se abrir uma empresa no Brasil, atualmente em 23 horas (tempo médio), com 66,7% das empresas abertas em menos de 1 dia, e do crescimento do Brasil no ranking dos melhores países para se fazer negócios. “Saímos da 124ª posição em 2019 para o 68º lugar hoje, e esperamos estar entre os 50 no ano que vem”.

Ywata ressaltou que o governo está de portas abertas para dialogar com o setor produtivo em busca de aumentar a produtividade e competividade da economia brasileira. “Temos avançado na agenda de desburocratização, redução do custo Brasil, para destravar cada vez mais a economia. Vamos avançar ainda mais para que os empresários brasileiros possam empreender, inovar e desenvolver suas atividades de forma cada vez mais segura e ágil”, finalizou.

Confira a íntegra do evento!

Nesta 3ª edição, o Prêmio Produtividade Do Mesmo Lado conta com patrocínio da ABCP (Associação Brasileira de Cimento Portland); ABESC (Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Concretagem); ABRAINC (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias); ABRAVA (Associação Brasileira de Refrigeração, Ar-Condicionado, Ventilação e Aquecimento); AFEAL (Associação Nacional de Fabricantes de Esquadrias de Alumínio); ANFACER (Associação Nacional dos Fabricantes de Cerâmica para Revestimentos); IBTS (Instituto Brasileiro de Telas Soldadas); SIAMFESP (Sindicato da Indústria de Artefatos de Metais Não Ferrosos no Estado de São Paulo); e SITIVESP (Sindicato da Indústria de Tintas e Vernizes do Estado de São Paulo).

Redação ABRAINC