Notícias

Caixa estuda antecipar crédito imobiliário com taxa pré-fixada com presença de Bolsonaro

Anúncio de nova modalidade estava previsto apenas para março, mas deve ser antecipado para os próximos dias; o presidente do banco, Pedro Guimarães, ainda precisa do aval do ministro Paulo Guedes

O presidente Jair Bolsonaro deve participar do lançamento da nova linha de crédito imobiliário da Caixa Econômica Federal com taxa pré-fixada. Cada vez mais próximo de Bolsonaro, o presidente do banco, Pedro Guimarães, quer antecipar o anúncio para os próximos dias, segundo apurou o Estado.

A previsão inicial era fazer o lançamento somente em março. Os detalhes da linha estão sendo fechados pela área técnica da Caixa. O anúncio deverá ser feito no Palácio do Planalto.

A nova modalidade não terá correção pela Taxa Referencial (TR) nem pela inflação (IPCA). No ano passado, em agosto, o banco estatal lançou a linha com correção pelo IPCA.

Bolsonaro tem convidado Guimarães para suas viagens e mensagens ao vivo nas redes sociais e se transformou numa espécie de “garoto propaganda” do banco estatal.

Guimarães, no entanto, ainda precisa do ok do ministro da Economia, Paulo Guedes, para o novo modelo.

Durante evento esta semana, em São Paulo, Guimarães declarou que a taxa ficará abaixo de 10% ao ano. Com a linha, a Caixa quer financiar imóveis com prazos entre 20 ou 25 anos.

Dados divulgados na quinta-feira, 30, pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip) mostram que o banco público concedeu R$ 26,6 bilhões no ano passado, desbancando o concorrente Bradesco – líder em 2018, com cerca de R$ 17,9 bilhões, seguido por Itaú Unibanco, com R$ 16,7 bilhões.

O banco da habitação reconquistou a liderança após dobrar o volume de empréstimos no ano passado frente a 2018, quando havia liberado R$ 13,3 bilhões. O número de unidades financiadas também disparou. Passou de 100 mil contra pouco mais de 55 mil no ano anterior.