Indicadores

Junho 2021

Com início de ano positivo, vendas de médio e alto padrão retomam crescimento

Pela primeira vez desde fevereiro de 2020, segmento volta a registrar alta simultânea de lançamentos e vendas em 12 meses

O Indicador Abrainc-Fipe do último trimestre móvel (fevereiro, março e abril de 2021) mostra que a tendência positiva do setor se manteve firme nos primeiros meses do ano e favoreceu, principalmente, a performance do segmento de Médio e Alto Padrão.

De acordo com 18 empresas associadas à ABRAINC (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias), de modo geral, os lançamentos de imóveis somaram 28.470 unidades no período, contribuindo, assim, para uma alta de 45% na comparação com o mesmo intervalo do ano anterior. Ao considerarmos o número de imóveis lançados pelas incorporadas ao longo dos últimos 12 meses, encerrados em abril, o crescimento foi de 13,5% (132.136 imóveis novos), sobre o período precedente.

Comparativamente, foram comercializadas 37.227 unidades no último trimestre móvel, o que representa um aumento de 30% em relação ao volume transacionado no mesmo período de 2020. Já no acumulado nos últimos 12 meses, as 147.769 unidades comercializadas superaram em 29% as vendas registradas no intervalo anterior. Em paralelo, as vendas líquidas, excluindo-se as unidades distratadas no mesmo período, avançaram 32% no último trimestre móvel e 30% nos últimos 12 meses.

Recuperação – No último trimestre móvel, os lançamentos de empreendimentos de Médio e Alto Padrão tiveram uma expansão de 118%, contribuindo para um crescimento de 16% no volume lançado em 12 meses. Em relação às vendas do segmento, a apuração do último trimestre móvel aponta uma elevação de 13% em relação no mesmo período de 2020; o que representa uma ligeira alta de 0,3% em 12 meses.

Para o presidente da ABRAINC (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias), Luiz França, é relevante destacar que esta é a primeira vez, desde fevereiro de 2020, que o segmento de Médio e Alto Padrão (MAP) registrou elevação simultânea dos lançamentos e vendas apurados em 12 meses, em relação ao período anterior.

“O desempenho positivo nos mostra o fortalecimento deste segmento, que sofreu oscilações nas comercializações durante a pandemia, mas que está se recuperando e atraindo um número cada vez maior de compradores e investidores, aponta Luiz França.

Segundo ele, o ambiente de negócios propício tem favorecido o desenvolvimento do mercado imobiliário para públicos diversos, que veem grande atratividade para investimentos em imóveis em comparação com as aplicações financeiras tradicionais.

Já os empreendimentos participantes do Programa Casa Verde Amarela (CVA), responsáveis pela maior parte dos lançamentos (82%) e das vendas (84%) residenciais nos últimos 12 meses, mantiveram sua posição e desempenho destacados no mercado imobiliário. Em termos de unidades lançadas, o segmento registrou alta de 26%, no último trimestre móvel, e de 13% nos últimos 12 meses. Com respeito às vendas de imóveis novos, a alta foi de 31% no último trimestre móvel, colaborando para um avanço de 37% no volume transacionado nos últimos 12 meses.

Fonte: ABRAINC-FIPE, com base em dados de 18 empresas associadas à Abrainc.

Mais Informações

FSB Comunicação

Luciana Ferreira

lucianaferreira@hotmail.com

(11) 99610-6498

 

Flávio Simonetti

flavio.simonetti@fsb.com.br

(11) 99393-2161

Veja AQUI
Continuar Lendo