Associadas Abrainc

Mercado imobiliário reforça canais digitais em tempos de isolamento social

A Direcional Engenharia buscou ampliar a sua capacidade de atendimento online e se dedica a promover campanhas 100% digitais. O público interessado em comprar um imóvel tem à disposição os diversos canais de atendimento

Em tempos de coronavírus, o mercado imobiliário criou alternativas para não deixar de atender clientes, seja para a compra do imóvel ou para a locação. Os protocolos de higiene e de permanecer em casa são seguidos e, para isso, a tecnologia tem sido uma grande aliada das empresas e dos interessados em em comprar ou alugar um imóvel.

A Riviera Construtora, por exemplo, criou um jogo virtual com os seis passos da negociação. Segundo Jamille Dias, diretora de Marketing e de Vendas da empresa, o jogo será enviado aos clientes por WhatsApp.

“Em cada etapa que o cliente clicar, ele será direcionado a um vídeo no Youtube para ter mais informações da fase escolhida. Será possível tirar as dúvidas, fazer a simulação da compra e finalizar a negociação com a assinatura do contrato virtual. Todos os passos serão acompanhados pelas equipes de vendas até a conclusão do processo”, explica Jamille.

A iniciativa é voltada para quem deseja conhecer ou comprar um imóvel no Central Park Riviera, bairro planejado de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, que terá lazer completo e segurança. As unidades têm preços a partir de R$ 133 mil.

Atendimento virtual

O atendimento virtual também foiadotado pela CAC Engenharia e os resultados já podem ser vistos. A empresa registrou, em março, aumento nas vendas online, que subiram de 15% para 40% no período.

“Desde o início do isolamento social, reforçamos os nossos canais, em especial o WhatsApp, para não deixar o cliente sem atendimento e protegido. O resultado de março mostra que o interesse pela compra do imóvel não diminuiu. Nossa equipe de corretores, que está trabalhando de casa, tem percebido diariamente uma maior disponibilidade das pessoas em nos atender”, conta Cristiano Coluccini, CEO da CAC.

Na Riooito Incorporações, o atendimento online ganhou ainda mais espaço. “Para manter as vendas reforçamos o nosso atendimento online via ferramenta de envio de campanhas e filtro dos clientes, o que chamamos de pré-venda. A partir desta pré-venda, identificamos os clientes, os seus interesses, a capacidade de compra e, então, encaminhamos aos gestores de vendas do RJ e de SP”, explica Clara Navarro, gerente de Marketing.

Na Fernandes Araujo, os canais online foram reforçados para dar suporte ao cliente. “Estamos adotando todas as medidas recomendadas pelos órgãos de saúde e, com relação ao atendimento, reforçamos nossos canais online”, afirma Flavia Katz, gerente de Marketing.

Na Direcional Engenharia, a empresa buscou ampliar a sua capacidade de atendimento online e se dedica a promover campanhas 100% digitais. O público interessado em comprar um imóvel tem à disposição os diversos canais de atendimento. O cliente que se interessa pela compra pode enviar toda a documentação via e-mail ou WhatsApp para o corretor para que este faça a análise de crédito online ou uma simulação financeira sem compromisso.

Com o financiamento aprovado, o comprador recebe o boleto de pagamento de entrada (que pode ser pago pela internet) e o contrato digital, para que realize a assinatura eletrônica.

Aluguel virtual

Para os interessados em alugar, imobiliárias também traçaram estratégias. “Por conta do coronavírus, resolvemos suspender as atividades presenciais na filial, deixando essa loja somente para entrega de chaves para inquilinos, realização de contratos, e atendimentos presenciais que os clientes por ventura necessitem. odos os corretores estão em atendimento home office, com escala de atendimento diário e com os gerentes de locação fazendo a supervisão diária”, conta André Moreira, diretor da Martinelli Imóveis.

Para atender os clientes que não abrem mão de vistoriar o imóvel, os corretores entregam as chaves aos interessados, depois da higienização do objeto, e as visitas ocorrem sem a presença do profissional.

Na JB Andrade Imobiliária, segundo a diretora Solange Portela de Andrade, as visitas são pré-agendadas e a empresa está seguindo com rigidez as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

“Mas, como a procura por novas locações caiu substancialmente, em função disso as visitas acabaram ficando bem reduzidas. Quanto ao processo de locação durante a pandemia, ele está sendo feito de forma online”, afirma.

Na Precisão Empreendimentos Imobiliários, de acordo com Sonia Chalfin, diretora da empresa, atualmente o fechamento de contratos de locação ocorre via assinatura virtual, ou seja, sem a necessidade da presença do inquilino e do proprietário. Ela diz ainda que o momento é de negociar.

“Recomendo negociação entre as partes, evitando embate judicial e soluções para a continuidade do bom negócio”, destaca.

Fonte: Jornal O Dia