Releases

ABRAINC considera positiva Medida Provisória para alavancar o Brasil em ranking de ambiente de negócios

“Tem um efeito positivo porque as regras são mais claras e faz com que aumente o interesse dos investidores no Brasil”, afirma Luiz França.

A ABRAINC (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias) classifica como positiva a Medida Provisória (MP), assinada nesta segunda-feira (29/3) pelo presidente Jair Bolsonaro, com o objetivo de modernizar e desburocratizar o ambiente de negócios no País, melhorando a posição no ranking Doing Business, do Banco Mundial.

De acordo com o Ministério da Economia, a medida deve elevar o Brasil de 18 a 20 posições no ranking. No levantamento mais recente, o Brasil ocupava a 124ª posição. “Com as ações já traçadas e em execução desde 2020, em conjunto com a implementação do que é proposto na MP, o Brasil pode figurar pela primeira vez, no curto prazo, dentre as 100 melhores economias para se fazer negócios no país”, informou, por meio de comunicado.

Como resultado dessa ação, estão previstas a abertura de empresas em um dia, licenças sendo emitidas em menor tempo, comércio exterior desburocratizado e mais simples, entre outras novidades.

Para Luiz França, presidente da ABRAINC, o ranking tem como um dos seus propósitos justamente estimular a adoção de boas práticas para melhorar as condições de negócios, o que segundo ele, está acontecendo agora com a Medida Provisória.

“Tem um efeito positivo porque as regras são mais claras e faz com que aumente o interesse dos investidores no Brasil”.

Frase do presidente da ABRAINC publicada no Broadcast da Agência Estado.

Saiba mais sobre a MP aqui.