Abrainc News

ABRAINC e Brain realizam webinar ‘A influência da Inovação e Produtividade no Mercado Imobiliário’

Evento foi transmitido ao vivo e acompanhado por mais de 300 pessoas simultaneamente

A ABRAINC e a Brain Inteligência Estratégica realizaram esta manhã (28) o webinar ‘A influência da Inovação e Produtividade no Mercado Imobiliário’. A transmissão ao vivo foi assistida por mais de 300 pessoas. Este foi o 4º encontro do ano promovido em parceria com a Brain, e iniciativa do Grupo de Trabalho (GT) de Inovação da ABRAINC.

Participaram do evento Luiz França, presidente da ABRAINC; Renato Lomonaco, diretor de Assuntos Econômicos da ABRAINC; Fábio Araújo, sócio-diretor da Brain, e representantes de startups e empresas que desenvolveram soluções e produtos votados para mais eficiência do setor da construção e imobiliário: Cleverson Callera, diretor Comercial da Autodoc Tecnologia; Jonathan Degani, gerente de pós-obra e sócio da Brasil ao Cubo; Paulo Salvador, CEO da Modularis; Saulo Suassuna, CEO da Molegolar; e Vinicius Faraj, diretor de Desenvolvimento Estratégico da Construtora Tenda.

 

 

Os convidados realizaram breve exposição de suas atividades e cases de sucesso que envolveram processos tecnológicos para diminuição do tempo de construção dos empreendimentos, além de menores custos e elevação da produtividade nos canteiros de obras.

Vinicius Faraj, diretor de Desenvolvimento Estratégico da Tenda, falou sobre algumas inovações implementadas pela Construtora, como o CDT – Centro de Distribuição e Transformação –, que é um grande galpão com espaço para armazenar o estoque de materiais a serem utilizados nas obras, com envio quase imediato aos canteiros, produção off-site de kits hidráulicos e elétricos, área de testes de novos protótipos, auto-concreteira, modernização das formas de alumínio, entre outras atividades que tornam a construção mais ágil e produtiva.

Jonathan Degani, sócio e gerente de Pós-obra na Brasil ao Cubo, falou sobre o que chamou de “menina dos olhos” da empresa, o prédio Level – que está concorrendo ao Prêmio de Produtividade na categoria Material, Componente ou Sistema Construtivo -, de 8 andares, que foi todo concluído e entregue em 100 dias, na cidade de Tubarão (SC). “O edifício é 100% modular, sem núcleo rígido, e foi todo montado fora do canteiro de obras. Criado em blocos que já saem do galpão de fábrica prontos, com encanamento, instalações elétricas, porcelanato, vidro e esquadrias, que são transportados até o local final para montagem, como em um jogo de Lego”, explicou Degani.

Saulo Suassuna, CEO da Molegolar, apresentou um resumo da atuação e como funcionam as etapas das construções modulares e seus benefícios. Em um projeto modular é possível ter maior controle dos projetos e materiais com menos desperdício e possibilidade de adaptação.  “Quando entramos no mercado, as empresas estavam distratando terrenos. Tivemos a oportunidade de dar um novo olhar para aqueles produtos que estavam obsoletos antes mesmo de serem lançados por causa da mudança de mercado, e transformar os processos. A ideia é nascer já com o projeto mais eficiente possível, e a Molegolar com a ajuda de tecnologia, melhorou muito a rentabilidade dos empreendimentos”, afirmou.

Paulo Salvador, CEO da Modularis, expôs material sobre a empresa, que foi criada para atender a demanda do segmento industrial, e passou ao varejo, e, mais recentemente, residencial. Destacou as premissas de melhorar a realidade dos atrasos das obras e orçamentos controlados – da criação do projeto até a entrega das chaves -, qualificação de mão de obra para a construção off-site, com o objetivo de diminuir erros e desperdício, e qualificar a performance na gestão do ativo. “Estamos todos em uma direção única, que é a busca pela inovação, tecnologia e eficiência no canteiro de obras com abordagens e busca pela otimização da construção, com diálogo entre o virtual e o real. Na concepção do projeto fazer um espelho do empreendimento dentro da lógica digital e conseguir otimizar a construção e gestão do ativo, para mais dados e descobertas. A produção do módulo só acontece quando todas estas etapas estão finalizadas”.

Cleverson Callera, diretor comercial da Autodoc Tecnologia, empresa líder nacional em SaaS (Software as a Service) para a construção civil, falou sobre a atuação voltada para maior agilidade, eficiência e controle das atividades essenciais nos canteiros de obras, desde a fase de projetos, execução dos empreendimentos até o pós-obra.

O presidente da ABRAINC, Luiz França, enalteceu a apresentação dos cases e os avanços que essas novas tecnologias têm proporcionado ao mercado imobiliário. “As técnicas e soluções inovadoras apresentadas são fantásticas e com certeza contribuirão para tornar nosso mercado mais ágil, sustentável e econômico”, ressaltou. França finalizou sua fala e fechou o evento com convite para o FILI 2021 – Fórum de Inovação e Liderança da Incorporação, que será realizado em formato híbrido, presencial e on-line, dia 11 de novembro, das 9h às 18h.

Redação ABRAINC