Abrainc News

Presidente da ABRAINC debate desafios do setor da Construção em programa “Economia em Foco” da Jovem Pan

Luiz França destacou a importância do mercado imobiliário para alavancar a geração de empregos e o crescimento da economia

O presidente da ABRAINC, Luiz França, participou nesta sexta-feira (17) do programa “Economia em Foco”, da Jovem Pan, ao lado do presidente do Secovi-SP, Basílio Jafet, e do diretor executivo da Abecip, Filipe Pontual, para debater os desafios do setor da Construção, as condições econômicas e de crédito no país.

França falou sobre o déficit habitacional de 7.8 mm de moradias no Brasil e a importância do FGTS e do programa Casa Verde e Amarela para reduzir esse número, alavancar a geração de empregos e o crescimento da economia. Ele lembrou que nesta semana foi anunciada uma elevação no teto do valor dos imóveis do Casa Verde e Amarela, além de outras melhorias.

“Foi um passo fundamental para a evolução de um programa que não só combate o déficit habitacional, trazendo maior qualidade de vida aos brasileiros, como também gera, de forma constante, mais empregos para as famílias de baixa renda. O programa Casa Verde Amarela é, ainda, uma excelente forma de gerar crescimento econômico para o País, exemplo disso é o PIB da Construção Civil, que cresceu 2,7% e puxou o PIB nacional”, afirmou.

O presidente da ABRAINC também elogiou a redução da taxa de juros do financiamento imobiliário atrelado à variação da poupança, anunciada ontem pela Caixa, e abordou as novas perspectivas trazidas pela pandemia para o mercado de médio e alto padrão (MAP), além da importância da revisão do Plano Diretor Estratégico de São Paulo.

França ainda explicou que imóveis são ativos reais que valorizam ao longo do tempo, sendo uma boa oportunidade de investimento. “Fizemos um levantamento que mostra que o investimento em imóveis rendeu, em média, 15,3% ao ano na década que vai de 2009 a 2019. A soma considera tanto o retorno médio do aluguel, de 5,9% ao ano, como a valorização dos imóveis de 9,4% ao ano”. De acordo com ele, o setor tem todas as condições para continuar com um ritmo de crescimento forte em 2022.

Filipe Pontual, diretor executivo da Abecip, afirmou que apesar das recentes altas da Selic, o setor vive um bom momento e a expectativa da entidade é que 2021 termine com um crescimento de 57% para os financiamentos via Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), no comparativo com 2020. “A expectativa é favorável também para 2022”, afirmou.

O presidente do Secovi-SP, Basílio Jafet, disse que o setor imobiliário foi um dos principais responsáveis pela retomada da economia brasileira. “As famílias estão procurando cada vez mais a casa própria. Existe uma demanda muito grande”.

Assista à íntegra abaixo!

Redação ABRAINC