Abrainc News

1º Salão do Imóvel promove vendas e aquece ainda mais o mercado imobiliário

Primeira edição foi realizada em São Paulo e contou com mais de 6 mil pessoas

São Paulo, 28 de outubro de 2019 – O primeiro Salão do Imóvel de São Paulo, realizado nos dias 18, 19 e 20 deste mês, recebeu seis mil visitantes e promoveu uma mudança no conceito deste tipo de evento, já que atendeu a públicos de diferentes faixas de renda. Durante três dias, aproximadamente 40 empresas efetivaram vendas e cadastraram mais de cinco mil potenciais compradores.

Ao reunir no mesmo lugar construtoras e incorporadoras que têm como foco desde o consumidor que busca uma moradia popular até os compradores dos imóveis de médio e alto padrão, o Salão atingiu consumidores de variados perfis. Para quem mora sozinho, fica pouco tempo em casa e quer praticidade, o evento tinha unidades a partir de 23 m². Para a família que ainda não tem o próprio imóvel as opções eram muitas e para o comprador ou investidor que estava em busca de apartamentos com mais de 100 m² também havia variedade.

Realizado no Expo Center Norte pelas três principais entidades que representam o setor imobiliário, Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc); Secovi-SP (Sindicato da Habitação) e Sindicato da Indústria da Construção Civil (SindusCon-SP), o Salão teve a CAIXA, como patrocinadora oficial. No evento o banco realizou atendimentos de análise e encaminhamento para financiamento e renegociação de dívidas e leilão de imóveis.

O presidente da Abrainc, Luiz França, lembra que o mercado está se recuperando e que um evento como o Salão, onde o comprador podia comparar várias possiblidades em um só lugar, aumenta as chances de vendas posteriormente. “A compra de um imóvel é uma decisão muito bem pensada, que leva um tempo até ser concretizada. As pessoas que estiveram no Salão foram em busca de condições especiais ofertadas em primeira mão no evento. Mesmo que elas não tenham fechado negócio na primeira visita o contato com a empresa vai ser mantido, o que vai resultar em vendas nos próximos dias e até meses”, conclui o executivo.

Foram efetivadas 90 compras pela modalidade FGTS/PMCMV (Programa Minha Casa, Minha Vida, totalizando R$ 16,3 milhões, em liberação de crédito e 22 da linha SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo), em que foram liberados R$ 15,5 milhões.

Foi dado encaminhamento a 555 negociações na modalidade FGTS/PMCMV, com previsão de R$ 84 milhões em financiamento e 56 da linha SBPE, para os quais estão previstos R$ 49,5 milhões em crédito. Além disso, foram feitas duas contratações de consórcio imobiliário no valor total de R$ 350,5 mil.

No segundo dia de evento, a CAIXA realizou o leilão de imóveis adjudicados (recuperados). Na modalidade, foram atendidos 780 clientes, vendidos 64 imóveis, totalizando R$ 15.177.562,11. Destas unidades, 23 foram comercializadas à vista, resultando em R$ 5.153.839,80. O restante, 41 imóveis, foi adquirido por meio de financiamento, com total em crédito de R$ 10.023.722,41.

O Salão do Imóvel SP também foi uma oportunidade para renegociação de dívidas dos clientes que já têm financiamento da CAIXA. Foram chamados para o evento seis mil clientes que têm prestações atrasadas em mais de 61 dias. Algumas pessoas já saíram com boletos em mãos e outras terão a situação analisada nos próximos dias.

 

Mais informações
Andrea Ramos Bueno
andrea@timbre.rec.br
(11) 3165-9596 / (11) 98240-0344

Felipe Aragonez
felipe.aragonez@fsb.com.br
(11) 3165-9702 / (11) 99998-9141