Abrainc News

Apartamentos “encolhem” em meio a crise e a mudança demográfica

Luiz França repercute levantamento realizado pela Abrainc sobre redução da metragem dos apartamentos no programa “GloboNews Em Ponto” desta quarta-feira (16)

 

       Clique na imagem para assistir à reportagem na íntegra

 

O presidente da Abrainc, Luiz França, participou ao vivo do programa “GloboNews Em Ponto” desta quarta-feira (16), para repercutir um levantamento realizado pela Associação que mostra que em uma década (de 2009 a 2019) a metragem dos apartamentos foi reduzida. Em 2009, a média da área útil dos apartamentos era de 73,80 metros quadrados. Em 2019 (considerando até o mês de setembro), “encolheu” para uma média de 58,31 metros quadrados. Os dados refletem uma tendência do mercado imobiliário, que tem investido em imóveis menores com maior quantidade de áreas compartilhadas.

Esse cenário é radiografado no estudo inédito realizado pela Deloitte, em parceria com a Abrainc, em setembro deste ano. A pesquisa “Comportamento do consumidor de imóveis em 2040”, mapeia os anseios e o perfil do consumidor imobiliário brasileiro para o futuro (2040).

Segundo França, em qualquer cidade grande, nas regiões onde há uma alta na concentração de pessoas, o metro quadrado sobe. Então, as pessoas preferem morar em apartamentos menores, mas em regiões melhores, priorizando também a infraestrutura do local. Assim, a construção civil precisa se adequar a esse perfil.

“Temos que nos adaptar aos novos hábitos das pessoas. Muita gente está optando por morar perto do trabalho, em regiões mais nobres, o que faz com que optem por locais menores, que caibam no bolso”, afirma o presidente da Abrainc.

Acesse o link e assista à reportagem completa: Imóveis ‘encolhem’ com crise e mudança demográfica