Indicadores

Abril 2018

Lançamentos de imóveis lideram crescimento no primeiro bimestre de 2018
Entre janeiro e fevereiro de 2018, foram lançadas 6.840 unidades no mercado, superando o volume lançado no mesmo período de 2014

De acordo com informações de empresas associadas à Abrainc, os lançamentos de imóveis novos totalizaram 85.333 unidades nos últimos 12 meses, volume 23,3% superior ao registrado nos 12 meses anteriores. Na mesma base de comparação, as vendas de imóveis novos totalizaram 111.938 unidades, o que corresponde a uma alta de 8,0% face ao período precedente. Os resultados apontam para um início de ano positivo para o mercado, sobretudo no âmbito dos lançamentos: as 6.840 unidades lançadas em janeiro e fevereiro já superam a marca alcançada no mesmo período de 2014, quando os lançamentos totalizaram 5.146 unidades. As vendas realizadas no primeiro bimestre (15.935 unidades), embora sejam maiores que os volumes comercializados no início de 2015, 2016 e 2017, mantêm-se abaixo do volume comercializado no primeiro bimestre de 2014, quando foram vendidas 19.866 unidades.

Pela ótica por segmento, ainda são observadas diferenças no desempenho dos empreendimentos residenciais de médio e alto padrão (MAP) e dos empreendimentos residenciais vinculados ao programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). De um lado, apesar da alta expressiva registrada nos lançamentos residenciais de médio e alto padrão (+33,9%) nos últimos 12 meses, as vendas do segmento ainda acumulam queda de 9,2% na comparação com o período anterior. Já o número de lançamentos residenciais do programa MCMV aumentou 22,0% nos últimos 12 meses em relação ao período anterior, tendência acompanhada pelo aumento no volume de vendas (+27,7%). No cômputo total dos segmentos residenciais (MAP e MCMV), lançamentos e vendas de imóveis
novos avançaram, respectivamente, 24,5% e 12,8% nos últimos 12 meses.

Considerando todos os segmentos, foram contabilizados 33,4 mil distratos nos últimos 12 meses, o equivalente a 29,8% das vendas de imóveis novos. No mesmo período, a relação entre distratos e vendas do segmento MAP foi de 41,9% enquanto esse percentual foi de 16,2% entre empreendimentos MCMV.

Levando-se em conta a safra de lançamentos mais antiga na série histórica (1º trimestre de 2014), a proporção de distratos entre as unidades vendidas do segmento MAP é de 35,1%, percentual que supera o registrado para a mesma safra de empreendimentos do programa MCMV (21,2%).

Veja AQUI
Continuar Lendo