Empregos

Construção abre mais de 30 mil empregos formais em junho

Montante corresponde a 11% do saldo total de vagas criadas no país no mês

O Brasil criou 277.944 empregos com carteira assinada em junho deste ano, dos quais 30.257 foram criados pela Construção Civil, ou 11% do saldo do país, de acordo com dados do Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados nesta quinta-feira (28), pelo Ministério do Trabalho e Previdência.

No acumulado do ano de 2022, o Brasil tem saldo positivo de 1.334.791 empregos, decorrente de 11.633.347 admissões e de 10.298.556 desligamentos (com ajustes até junho de 2022).

Em junho, as 5 regiões brasileiras apresentaram saldo positivo:

  • Sudeste (+137.228 postos, +0,64%);
  • Nordeste (+52.122 postos, +0,77%);
  • Centro-Oeste (+34.263 postos, +0,94%);
  • Sul (+31.774 postos, +0,40%);
  • Norte (+21.780 postos, +1,10%).

Construção Civil

As 30.257 vagas abertas pelo setor em junho decorreram de 192.229 admissões e 161.972 desligamentos. Foram criados empregos formais em todas as regiões: Sudeste (+ 12.093); Nordeste (+ 6.158); Norte (+ 5.711); Centro-Oeste (+ 4.530) e Sul (+ 1.794).

O setor da Construção foi responsável pela abertura de mais de 184 mil vagas formais de janeiro a junho, 85.131 foram na construção de edifícios, 63.066 nos Serviços Especializados para a Construção e 36.551 em obras de infraestrutura.

Redação ABRAINC, com informações do Ministério do Trabalho e Previdência