Economia

Copom indica fim do ciclo de alta dos juros e mantém taxa Selic em 13,75% ao ano

Vale ressaltar que, mesmo em um cenário de Selic em alta, a taxa de financiamento imobiliário segue abaixo de dois dígitos e apresentou crescimento de 5% no primeiro semestre deste ano, ante o mesmo período de 2021

A Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias entende que a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central de manter a Selic em 13,75% indica o fim do ciclo de aumento dos juros.

Vale ressaltar que, mesmo em um cenário de Selic em alta, a taxa de financiamento imobiliário segue abaixo de dois dígitos e apresentou crescimento de 5% no primeiro semestre deste ano, ante o mesmo período de 2021.

Aliada a isso, os dados do Indicador ABRAINC-FIPE mostram que o cenário de juros não impediu que o setor avançasse e as vendas de imóveis registrassem um acréscimo de 18% entre janeiro e junho de 2022, sobre igual intervalo do ano passado.

Outro ponto positivo é que a inflação começa a dar sinais de arrefecimento com as quedas de julho (-0,68) e agosto (-0,36). Isso faz com que o mercado já projete uma redução nos juros futuros, o que seria um importante estímulo ao mercado imobiliário.