Imprensa

Feira online de imóveis começa nesta sexta para todo o Brasil; preços partem de R$ 100 mil

O evento acontece até o dia 28 e vai contar com condições especiais no financiamento

Nesta sexta-feira (20) começa a Feira de Imóveis Online que contará com mais de 16 mil imóveis novos à venda e condições especiais no financiamento. O evento acontece até o dia 28 e o objetivo da feira é conectar pessoas interessadas em comprar um imóvel a ofertas de construtoras e imobiliárias de todo o Brasil.

A feira é realizada pela Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) e pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção Civil (CBIC).

A Caixa Econômica Federal será o banco parceiro na iniciativa e vai oferecer condições especiais para os negócios que serão fechados no evento. O InfoMoney contatou o banco para entender melhor quais serão essas condições, mas não obteve resposta até agora.

O evento 100% digital e o comprador pode participar de qualquer lugar do Brasil.

Como vai funcionar

Por meio de uma plataforma será possível acessar casas e apartamentos disponíveis, com valores que vão de R$ 100 mil a R$ 1 milhão.

O comprador poderá encontrar empresas que oferecem ITBI, registro do imóvel ou condomínio gratuitos, churrasqueira, pia e gabinete nas varandas e até ambientes mobiliados.

A maior concentração de imóveis está nas regiões sudeste, com destaque para os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, e nordeste, onde o maior número de imóveis está no Ceará, em Sergipe e no Maranhão. Há ofertas também em Teresina (PI), Palmas (TO) e Macapá (AP).

“Durante a realização do evento, acreditamos que mais imóveis entrarão em oferta. É uma oportunidade para quem deseja realizar o sonho da casa própria. Para os incorporadores, a feira será uma oportunidade para estabelecer uma conexão direta com clientes dos mais variados locais do Brasil, ampliando a visibilidade do seu portfólio”, avalia o presidente da Abrainc, Luiz Antonio França.

Momento de compra

Dados do terceiro trimestre divulgados na pesquisa “RaioX” do FipeZap mostram que a intenção de compra de imóveis nos próximos três meses teve nova alta, passando de 43% para 48%. É o novo recorde da série histórica.

A pesquisa foi realizada com usuários que acessaram o portal ZAP no 3º trimestre de 2020 e contou com a participação de 1.246 respondentes entre 15 de outubro e 3 de novembro.

De acordo com a Abrainc, a expectativa das empresas é bastante positiva, tendo em vista a disposição do consumidor, impulsionada pelo movimento de queda nas taxas de juros do crédito imobiliário, puxado pela redução da Selic.

“Contribui para isso [momento de oportunidade] a sinalização de investidores em fortalecer fundos imobiliários, o que motiva construtoras e incorporadoras a incrementarem os lançamentos de novos empreendimentos”.

O primeiro semestre deste ano bateu recorde de imóveis financiados por pessoas físicas, aumento de 35,2% na comparação com os seis primeiros meses de 2019, segundo dados da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), e foi a maior alta para o período dos últimos dez anos.

Já em relação ao preço dos imóveis para os próximo 12 meses, a pesquisa do FipeZap mostra que 32% dos respondentes projeta um aumento dos preços. Além disso, uma proporção similar, porém declinante, dos respondentes projeta a manutenção dos preços nos próximos 12 meses (31%).

Finalmente, uma parcela menor  da amostra tem apostado na redução no preço dos imóveis no futuro próximo (15%).

Em termos de variação esperada, a expectativa média entre todos os respondentes do 3º trimestre também convergiu para níveis registrados antes do início à pandemia, projetando ligeira alta nominal de 0,9% para o preço dos imóveis nos próximos 12 meses.

Segundo o estudo, essas expectativas, “evidenciam a normalização das expectativas (para níveis pré-pandemia), após dois  trimestres marcado por perdas econômicas, incertezas e forte volatilidade”, diz o estudo.